A Primeira Consulta com uma Alergologista

Quem nos acompanha desde o início sabe que eu posterguei o quanto pude a ida da Camila num médico alergologista. Eu sabia que seria inevitável, mas queria deixá-la crescer um pouco mais. Talvez tenha sido providencial esta “demora” porque agora, ela com as alergias um pouco mais evidentes, ficou mais “fácil” a conduta médica assertiva, evitando o que eu sempre temi: os inúmeros exames invasivos na pequena sem necessidade.

Normalmente quando se pensa em como melhor tratar as alergias de uma pessoa surge a dúvida principal: quais médicos  especialistas devo procurar? As com sintomas principalmente de pele ficam com o dermatologista. As de sintomas gástricos correm para o gastroenterologista. Já as de reações principalmente respiratórias ficam com o Alergologista. Certo?! Errado! Infelizmente não é tão fácil assim saber quem melhor vai ajudar a resolver os nossos problemas de saúde ligados à alergia, ou os dos nossos filhos. Primeiro porque muitos dos indivíduos têm mais de um tipo de manifestação alérgica (que é o caso da Camila, já que apresentou sintomas dos três tipos). Segundo porque a condução do caso vai muito de acordo como se sente mais à vontade a pessoa e em que profissional médico ela encontrou mais segurança tanto no diagnóstico quanto no tratamento. 
Não sou na área de saúde e muito menos médica, sou Administradora por formação, mas já deu para perceber que no mundo da medicina não existem condutas padronizadas que devem ser seguidas à risca, ou pelo menos não deveriam existir. Mais que livros e artigos científicos, o que nós pacientes gostaríamos de encontrar quando vamos a um consultório médico é um profissional humano e qualificado, pesquisador ávido, mas que seja ciente de que a sua experiência clínica é fundamental, trazendo consigo também conhecimentos que não se aprende em livros de medicina. 

Por isso até então estávamos muito bem com o suporte do pediatra e da Gastro da Camila, mas ambos nos aconselharam a procurar um colega alergologista que pudesse auxiliar em outros detalhes do tratamento a partir de agora. As manifestações gástricas em Camila praticamente não aparecem mais e ela está mostrando mais indícios de sintomas respiratórios, além dos de pele que ela sempre teve. Além disso, o pediatra da Mila nos falou que as chances dela desenvolver a asma era grande, principalmente depois do segundo ano de vida, então também por isso resolvemos procurar este outro especialista. 
Eu gostei bastante da consulta com a médica. Além de atenciosa e muito prestativa, notei que ela era uma pessoa bastante prudente, e preferiu não “mexer” no tratamento ou alterar alguma conduta que estamos fazendo antes do resultado dos exames de IGe (Camila tem alergia a algumas proteínas mediada por IGe, como a todas as do leite e também às do ovo).

IGe específico para Caseína feito aos 7 meses de vida da Camila.
Aqui o mesmo exame feito alguns meses depois, já bem mais “alto” o resultado.

Então basicamente ela escutou todo o histórico da Camila, a examinou, deu algumas orientações sobre a dermatite atópica (que Mila tem desde sempre), sobre as canetas de adrenalina importadas (como e onde comprar) e passou alguns exames que já vamos fazer imediatamente. Depois destes resultados nós voltaremos lá e aí sim, talvez haja alguma redefinição de condutas no tratamento. 

Nesta foto dá para ver uma das dermatites da Camilinha, no seu tornozelo esquerdo. A médica falou que isso é muito comum nos alérgicos e devemos sempre passar hidratante na pele deles, como escovamos os dentes todos os dias. O problema é que Mila apresentou alergia ao FISIOGEL, um hidratante hipoalergênico. Mas vamos testar outro e torcer que dessa vez dê certo!

Então foi isso, pessoal. 

Estou muito confiante nesta nova “fase no tratamento” da Camila e ansiosa pelo exame. 


Beijos,

Ju Jordán 

Anúncios

2 comentários sobre “A Primeira Consulta com uma Alergologista

  1. Ju, me tira uma dúvida, essa dermatite aparece quando tem alguma reação? Aqui as reações eram gástricas, e apesar de estar estabilizado e a dieta limpa, aparece essas dermatites na parte interna do cotovelo e por trás do joelho. Fico tão triste quando vejo isso.

    Bj e saúde para ela!

    Curtir

  2. ju uso hidratante da la roche posay mari é ela nunca teve reação, além de deixar a pele dela super macia. Quando aparece alguma coisa diferente passo logo cutisanol.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s